Alta Floresta/MT, 26 de Maio de 2020

Facebook

NOTÍCIAS segunda-feira, 11 de Maio de 2020, 08h:14 | - A | + A

Profissionais da saúde mudam rotina com a família para prevenir contaminação

Por: Assessoria

João Ferreira

Diversas mudanças começaram a acontecer desde que o vírus da covid-19 se espalhou pelo mundo, principalmente para os profissionais que atuam na área da Saúde e têm de administrar a profissão e a maternidade.

 

Para estas profissionais a vida mudou e muito. No início das ações de enfrentamento à pandemia, a enfermeira Kamilla Bezerra Cabral, decidiu deixar a filha de 7 anos com a mãe no interior do estado pois não sabia ao certo como era a doença. 

Ela explica que assustada tomou atitude porque continuou trabalhando na linha de frente na Unidade de Saúde do Despraiado. Com quase quarenta dias longe da pequena Sofia, e falando com ela apenas pelo telefone, percebeu que a pandemia iria se agravar e existia a preocupação dos estudos da filha e então decidiu buscá-la.

Porém, regras foram impostas a partir daí, além das conversas com a filha da higienização das mãos, uso de máscaras, isolamento social, dentre outros, as roupas e o calçado já ficam do lado de fora. "Ela chama minha atenção e me lembra de lavar as mãos e passar o álcool em gel", afirma.

Indagada sobre o que irá fazer quando o vírus for vencido, a profissional não consegue me responder e chora. Após recuperar o fôlego, relata: "Irei abraçar minha mãe e reunir as pessoas que amo em uma grande festa".

Para a médica Renata Amoroso Luque a situação não é diferente. Ela tem trabalhado em uma clínica, mas conta que em sua casa, a rotina mudou. Sempre toma banho e troca suas roupas no banheiro que fica do lado de fora da casa. Só depois é que se permite chegar perto das duas filhas e o esposo. Além disso, teve que se isolar dos pais que são idosos. "Isso tudo é muito novo a adaptação com as crianças, a rotina, os cuidados, a minha filha mais velha fez um desenho e pediu pra eu colocar na porta do consultório pra todo mundo lembrar de lavar as mãos", ressalta.

 

Pois bem, o Dia da Mães deste ano promete ser bem diferente do normal. Em tempos de novo coronavírus, os abraços e beijos carinhosos, os almoços reunindo toda família devem dar espaço às vídeos chamadas e trocas de afagos pelo telefone.

 

Pelo menos isso é o cenário ideal em meio à pandemia, que todos mantenham as recomendações de distanciamento social neste domingo (10), a torcida é que no próximo ano estejamos celebrando esta data todos unidos e em um almoço recheado de pessoas e de amor.

 

De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro, as medidas são drasticas, mas necessárias para preservar à saúde e a vida das pessoas. "O Dia das Mães é uma data importante, mas a mãe mais feliz é aquela que sabe que seu filho não pegou covid. As mães vão entender que esse momento é especial e que vai passar. Vai ficar melhor se todos cumprirem as recomendações", completou.

IMPRIMIR

COMENTÁRIOS